SAGA DE JORGE

A Saga de Jorge é um espetáculo teatral baseado na versão alagoana da Folia de Reis – “O Guerreiro” – contando em forma de folguedo, semelhante aos reisados, com seus dançadores e cantores multicoloridos, a história de São Jorge contra os dragões da maldade e do caos, reconstituindo nesta celebração a figura mítica que se preservou nas mais diferentes culturas. 

Os textos de Ligia Veiga e Bado Todão são cantados e narrados, e seguem a métrica cordel dos poetas populares. Com músicas de Lelena Anhaia, Zeca Baleiro, Moacyr Luz e Emerson Boy utiliza técnicas do teatro de rua, técnicas circenses (perna de pau) e danças populares para contar sua história.  Os figurinos e adereços são de Luciana Buarque e Milton Biazi.

No Brasil, São Jorge é apresentado como mártir da igreja católica e como orixá da corrente do candomblé e umbanda. 

O espetáculo “A Saga de Jorge” foi montado com o Prêmio Flávio Rangel, da Secretaria do Estado de São Paulo em 1995 e desde então faz sua trajetória por importantes festivais na Europa e América Latina

Voltar